17 de março de 2012

A guerra dos tronos - Visão dos Lannisters


Mais uma guerra pelo trono, mais uma vez no quase....

Jogo: Game of Thrones
Número de jogadores: 5
Tempo médio: 4 horas.

O posicionamento dos Lannister no tabuleiro não é muito favorável, nas suas fronteira para 5 jogadores encontrei a casa Greyjoy,Baratheon e Tyrell.

No início, a minha estratégia foi fazer aliança com um dos lados e escolhi os Greyjoy. Desde o inicio provei a lealdade e deixei claro que em nenhum momento eu atacaria.
Percebi que era reciproco e pude passar a pensar somente nas outras 2 fronteiras.

Eu via rapidamente o Baratheon crescer muito mais que os Tyrrels. Nesse momento a idéia foi começar a fazer politica contra os Baratheons. Informava a todo o momento todos da mesa que o seu crescimento era perigoso para todos.

Mas era a primeira vez e todos ficaram um pouco constrangidos de atacá-lo.

Stark e Greyjoy estavam se atacando pelo mar. Foi então que planejei invadir os Tyrrels pelo mar, já que não estavam tão fortalecidos. Mas já era tarde e resolvemos acabar na oitava rodada. Precisei alterar minha estratégia e fui para o ataque aos Baratheons. O ataque final !!!

Sabe no filme do Coração Valente quando o William Wallace é traido pela segunda vez e ele senta no chão sem reação. Foi exatamente dessa forma que me senti quando ao atacar os Baratheons fui atacado pelos Greyjoy.
Não fazia sentido o ataque, não faria a diferença.... mas não importava.... foi pelo simples fato de mostrar exatamente como no livro...a traição pode vim de quem menos espera!!!

Acabei gastando minhas cartas fortes para segurar esse ataque surpresa e perdi na força para os Baratheons.
Empatei nos castelos mas perdi no desempate.



Parte mais cômica: O jogo foi tenso como todo jogo de game of thrones. Acredito que a parte mais comica foram as várias tentativas de influências dos Lannisters. 

Melhor jogada: A jogada final do Lannister foi muito boa conquistando 1 castelo dos Baratheons com um ataque de 13 pontos e um castelo dos  Greyjoy para contra atacar a traição. 

Tática do vencedor: novamente o Ricardo soube explorar melhor a posição onde estava com os Baratheons. Expandiu no momento certo o seu exercito e soube atacar e conquistar os castelos sem precisar entrar em combate.

Veja a visão da batalha pelos olhos da vencedora casa Baratheon. Clique aqui.


2 comentários:

  1. A sua cara no momento da traição do Cleber foi impagável. Merecia foto, mas todos estavam rindo e nem lembramos de registrar o momento...hehehehe

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...